O Álcool para Limpeza é eficiente?

O álcool para limpeza não é a opção mais indicada, seja ele líquido ou em gel. Isso se deve a vários fatores, entre eles, pela necessidade de fricção mecânica no local que será higienizado durante alguns segundos, o que nem sempre é realizado devido à alta demanda de trabalho para os profissionais de limpeza.

Álcool para limpeza: O álcool é um composto químico muito agressivo, que danifica a maior parte das superfícies, especialmente as plásticas.

É frequentemente utilizado devido a facilidade de compra, rapidez na secagem e alta expectativa com relação a desinfecção. Algumas pessoas utilizam na limpeza acreditando em uma maior efetividade no processo.

Existem diversas outras maneiras de realizar uma limpeza sem o risco de danificar os objetos, móveis e equipamentos presentes em uma casa ou empresa.

Nesse artigo iremos abordar mais afundo sobre esse tema, e fornecer dicas de boas práticas para que o seu processo de limpeza seja altamente efetivo.

Caso queira, você também pode consumir desse conteúdo em forma de áudio em nosso podcast de limpeza profissional.

Mitos sobre álcool para limpeza

Muitas pessoas confiam que o álcool  é a melhor opção para uma limpeza completa em ambientes empresariais e domésticos.

Certamente, isso ocorre pelo fato dele ser utilizado em hospitais e clínicas, como um produto desinfetante e antisséptico com grande poder microbicida e germicida.

Com essa informação, somada a falta de conhecimento sobre o assunto, as pessoas acreditam que o álcool possui capacidade superior ao de um produto de limpeza e desinfecção. Entretanto, esta crença não passa de um mito.

O álcool é um produto que traz sérios riscos para a saúde, além de não ser tão eficiente na desinfecção de um ambiente quanto se imagina.

Continue lendo e conheça os 5 motivos para você não usar o álcool como produto de limpeza.

O álcool não é tão eficiente para limpeza quando se imagina.

O melhor álcool para limpeza é não usá-lo na limpeza, dessa maneira você se protege melhor. Leia nosso artigo e entenda por que.
 

Já sabe qual a diferença entre álcool isopropílico e álcool 70% ?

Álcool, se refere aos compostos químicos, isopropanol (também denominado de álcool isopropílico) e etanol (álcool etílico)

O álcool isopropílico apresenta em sua constituição menos que 1% de água. fazendo com que, seja recomendado para a limpeza e higienização de equipamentos eletrônicos, pelos fabricantes dos equipamentos e não para a desinfecção.

De um modo geral, o álcool 70% é constituído de 30% de água e 70% de álcool. Essa proporção de álcool, associada ao correto método de utilização, é responsável pela desinfecção de superfícies.

Proporções diferentes de concentração com 70% não realizam a desinfecção.

1. Limitações na limpeza, assepsia e desinfecção

O álcool é bom para desinfecção?

Não é bom, aliás podemos dizer que é ruim.

Para atingir o mínimo de eficiência na desinfecção, precisa ter 70% de concentração. O que significa: Menos água em sua composição e maior facilidade para penetrar na célula das bactérias para eliminá-las.

Qualquer concentração acima ou abaixo desta, não é capaz de desinfetar profundamente.

Além disso, para que este produto realmente funcione, é necessário respeitar o seu tempo de aplicação que em média é de 30 segundos. Bem como fazer movimentos de fricção mais fortes durante a aplicação.

Se qualquer uma dessas questões não forem respeitadas, o produto perde a sua função de desinfecção e assepsia. Assim resultando na perda do produto, tempo, saúde e dinheiro.

Uma solução mais eficiente que o álcool para limpeza para limpeza

Existem opções para limpeza profissional com foco em ambientes hospitalares e outros segmentos empresariais que são mais aptos, pois dependem menos do processo convencional de uso.

Um dos produtos mais reconhecidos para esta finalidade possui um tempo bastante reduzido para ação, como o limpador desinfetante optigerm, com ação em 1 minuto.

Além da potência nos processos de limpeza devido ao fato de não ser necessária a fricção, o ambiente estará mais seguro e desinfetado, pois é um produto que foi desenvolvido especificamente para essa finalidade.

2. Álcool para limpeza em gel ou líquido danifica os materiais

O álcool para limpeza não deve ser utilizado em qualquer tipo de material. Isso se deve ao fato de que com o tempo, acaba diminuindo a vida útil dos mesmos.

Infelizmente isso acaba resultando em ressecamento das peças, perda da elasticidade de alguns componentes e também a perda do brilho, deixando os artigos com um aspecto opaco.

Alguns dos materiais que podem ser fortemente danificados são: Materiais de borracha, plástico, acrílico, madeira, mdf e diversos equipamentos eletrônicos.

Portanto, não se deve utilizar o álcool para limpeza de qualquer acessório, equipamento ou superfície que contenha, pelo menos, um dos materiais citados acima.

Impacto financeiro negativo

Quando profissionais de limpeza de uma empresa fazem uso do álcool em certos materiais, além de sua agressividade e pouca praticidade, acaba diminuindo muito o tempo de vida dos itens.

E por consequência, acaba ocasionando a perda de dinheiro para os proprietários. Uma vez que as trocas, substituições, manutenções e compras serão muito mais requisitadas.

3. Apresenta risco para a saúde

De acordo com a Revista Brasileira de Queimadura, o Brasil é um dos países que mais utiliza o álcool  como desinfetante e antisséptico no mundo.

Além de outras atribuições, como acender uma churrasqueira, o seu uso está diretamente relacionado aos elevados índices de acidentes com queimaduras.

Tudo devido a facilidade de compra em supermercados e farmácias sem qualquer restrição, somada a falta de informação a respeito da sua fácil combustão e a fragilidade das embalagens do produto.

Problemas relacionados ao álcool 

O álcool é um dos principais responsáveis por acidentes em ambientes domésticos e até corporativos. Segundo uma avaliação da Proteste, uma chama de 26 graus de temperatura é suficiente para levar o álcool a combustão.

O álcool para limpeza em sua versão líquida do produto se alastra ainda mais rapidamente pelo corpo e ambiente, agravando os acidentes.

Referente a sua utilização para limpeza, traz outro agravante, o ressecamento. Pois quando ele fica em contato com a pele, é capaz de retirar os lipídios naturais que tem a função de hidratar e proteger nossa pele.

A pele das mãos acaba adquirindo um aspecto ressecado e áspero, algumas pessoas já apresentaram casos de rachaduras e dermatites (reação inflamatória) em casos mais elevados.

4. Não possui um bom custo-benefício

O álcool não é um dos produtos mais caros das gôndolas dos supermercados. Entretanto, não possuem o melhor custo-benefício para empresas, quando se deseja uma limpeza profissional eficiente.

Como poucas pessoas o utilizam da maneira correta, o resultado é um grande desperdício de produto e dinheiro para a empresa. Além do mais, há no mercado produtos voltados para a limpeza profissional, que além de limpar e desinfetar de maneira mais eficiente, geram uma grande economia.

Citamos como exemplo, o comparativo entre o álcool para limpeza e um produto comercializado pela empresa especialista em produtos de limpeza Higiclear, para entender a diferença de custo benefício: O produto é o limpador multiuso Garra Oxiativo.

O álcool custa em média de R$ 6,00 a R$ 9,00 o litro. Já o Garra Oxiativo tem um custo, já diluído, que reduz em até 90% o preço do litro. Além de não fazer mal à saúde.

5. Não tem um poder eficiente de limpeza

Mesmo o álcool possuindo a fama de um bom limpador, a ação de limpeza ocorre somente quando é utilizado junto a um bom pano de limpeza.

A evaporação do Álcool é muito rápida, deixando evidente o baixo poder de limpeza do mesmo.

Apesar do álcool ser um solvente que remove eficientemente gorduras e oleosidade, para realizar uma limpeza de qualidade seria necessário um grande volume de produto, já que ele seca muito rapidamente.

Em nossos estudos e demonstrações de produtos alternativos ao álcool como limpador, comprovamos que uma superfície, habitualmente limpa com álcool, costuma ficar muito mais limpa quando se usa um produto profissional como o que mencionaremos a seguir.

Uma boa opção para empresas é o limpador multiuso Garra Oxiativo 5L, que também possui um poder de limpeza muito alto de limpeza.

limpeza

Utilizado na limpeza de todas as superfícies laváveis, sem restrições.

 Conclusão

A limpeza profissional é uma das ações mais importantes, a favor da saúde dos funcionários e clientes de uma empresa. Contudo, deve ser realizada com produtos específicos. O álcool, ao contrário do que a maioria das pessoas acreditam, não é a melhor opção para uma limpeza eficiente.

E apesar de não ser o mais recomendado para empresas, ainda tem importância para hospitais, clínicas e demais estabelecimentos da área da saúde, para a desinfecção e assepsia de equipamentos, mãos e outros itens utilizados em procedimentos rotineiros e cirurgias.

Ainda que também nesse segmento existam opções, muito mais viáveis do que o álcool, como o Optigerm desinfetante.

Álcool para limpeza

Indicado para a desinfecção de superfícies fixas e artigos não críticos.

Nessas superfícies hospitalares, o álcool para limpeza, está cada vez mais em desuso. Dando lugar a produtos mais eficazes como limpador desinfetante Optigerm, que tem uma ação mais rápida e segura nesses ambientes.

Nós da Higiclear, estamos há mais de 25 anos fornecendo produtos de higiene e limpeza de alta performance para todos os segmentos empresariais.

Ajudamos empresas a otimizarem seus processos por meio dos nossos inovadores programas de melhoria que fazem nossos clientes desfrutarem de um inovador programa de melhoria de performance, o que os proporciona cada vez mais a eficiência.