Talvez você já esteja familiarizado com o termo limpeza verde. Traduzido do inglês “Green Cleaning” se aplica a todos os produtos de limpeza e higiene considerados ecologicamente sustentáveis.

Em outras palavras, são produtos não agressivos ao meio ambiente e nem as pessoas, de forma geral. Mas a grande questão que envolve esses produtos é: será que existem produtos e métodos que são absolutamente inócuos à natureza, mesmo aqueles naturais?

Para saber, continue conosco!

Limpeza verde e os danos causados

Os produtos de limpeza, nos Estados Unidos, têm a possibilidade de pleitear um selo que certifica o “Green Cleaning”. Isso mostra que tal produto de é “amigo do meio ambiente”, pois há preocupação com a sustentabilidade em todos os processos que envolvem sua manufatura. Deste a matéria-prima, passando pela fabricação, embalagem e transporte.

Mas saiba que alguns danos à natureza são imprevisíveis, ou seja, acontecem mesmo quando estudos prévios foram realizados para evitá-los. Mesmo com aqueles de limpeza verde.

Produtos de Limpeza – Exemplos constatados

No entanto, entre vários casos de danos imprevisíveis, destacamos o do fosfato, existente nos detergentes. Ele foi considerado inócuo por muitos anos e depois descobriu-se que a sua presença em grande quantidade nos rios, aumentava a reprodução de algas que utilizam todo o oxigênio da água, matando os peixes.

Outro exemplo, o formoldeído, conhecido simplesmente por formol. Foi um ativo muito usado em desinfetantes, esmaltes para unha e produtos para cabelo, e hoje sabemos que ele pode causar câncer. Em consequência, ele já foi banido mundialmente como princípio ativo para desinfetante. Mas por quanto tempo ele foi usado sem restrições? Muito tempo! Quantas pessoas ficaram doentes por culpa dele? Nunca saberemos.

O que esses exemplos nos mostram? Que nem mesmo produtos certificados como “naturais” e de limpeza verde – os “Green Cleaning” – estão livres da possibilidade de intoxicação e perigo. A segurança e a eficácia residem, desta forma, na informação e na utilização correta das quantidades. Em suma: todo e qualquer produto químico deve ser utilizado com cuidado.

Outro risco existe e muito sério, trata-se do “Greenwashing”, práticas antiéticas relacionadas a fábricas de produtos de limpeza. Elas se apropriam de “virtudes ambientalistas”, sem de fato ter aspectos genuinamente ecológicos, uma perfeita maquiagem verde.

Soluções reais para a sustentabilidade

Finalmente existe, no Brasil, um modelo nacional de selo com pegada ecológica, desenvolvido pela Abralimp – Associação Brasileira do Mercado Limpeza Profissional em conjunto com a ABNT.  Esse selo já trará um grande passo para o segmento de limpeza profissional.

Produtos concentrados e embalagens inteligentes indiscutivelmente contribuem para a boa utilização dos produtos. Pois diminuem a exposição à química presente neles, além de ter impacto até 90% menor na emissão de gases estufas, no que tange a produção das embalagens. Ou seja, reduzir a quantidade utilizada é de grande valia à sustentabilidade.

Já há muitos anos, a cadeia norte americana Walmart desenvolveu um plano, junto a seus fornecedores, de que apostassem em produtos domésticos, porém bastante concentrados, numa clara evidência de compromisso com a sustentabilidade.

Em suma, produtos concentrados, usam proporcionalmente, menos energia em suas embalagens e transporte do que produtos prontos uso! Por exemplo: nossos produtos da linha Fácil. Por isso, apostamos em produtos de limpeza superconcentrados, visando colaborar com a sustentabilidade.

Já em função da dúvida sobre as possíveis agressões ao meio ambiente, adotamos uma fórmula:

Produtos de Limpeza – RISCO = PERIGO X EXPOSIÇÃO

Todos os produtos químicos oferecem perigo, mesmo os de limpeza verde. Entretanto seu eventual maleficio será ampliado às pessoas que se expuserem a eles de modo inadequado e durante um tempo maior que o recomendado, correndo assim um risco proporcional.

Nossa empresa obtém sua principal renda através do comércio de produtos de limpeza, sabendo de eventuais riscos como os mencionados acima, investimos sempre em técnicas sustentáveis de uso e o melhor treinamento possível aos profissionais da limpeza.

Em nosso ponto de vista a melhor decisão é realizarmos um Consumo Consciente!

 

Fontes:

http://www.abralimp.org.br/noticias-detalhe.asp?id=4778&n=limpeza-ecologica-e-verde-é-cada-vez-mais-valorizada

https://pt.wikipedia.org/wiki/Greenwashing

https://www.amcham.com.br/noticias/sustentabilidade/boas-praticas-do-walmart-influenciam-cadeia-de-20-grandes-fornecedores