A princípio, nos banheiros de lugares públicos e com grande movimentação de pessoas, como shoppings, restaurantes e hipermercados é comum encontrarmos secadores elétricos de mãos. Onde cuja função é substituir as toalhas de papel no ato de enxugá-las depois da lavagem. Um cidadão comum pode pensar que isso é uma boa troca, imaginando que a tecnologia envolvida contribui para o meio ambiente e que os secadores elétricos de mãos são uma melhor opção no momento da higienização, em detrimento das toalhas de papel. Ledo engano.

Um estudo da Universidade de Westminster, na Inglaterra, mostrou que os secadores elétricos de mãos são ineficazes na higienização. Confira alguns motivos (Univ. Westminster, 1998):

  • a maiorias das pessoas não espera até o final do processo de secagem, permitindo que suas mãos fiquem úmidas (segundo Redway e Knights (1998), a secagem das mãos é tão importante quanto à lavagem no processo de eliminação das bactérias);
  • a temperatura do ar não é alta o suficiente para matar as bactérias;
  • as bactérias que se instalam no tubo de saída de ar do próprio secador são jogadas nas mãos do usuário no momento da secagem (o uso do secador aumentou a contagem de bactérias em 255%, sendo que a utilização das toalhas de papel reduziu essa contagem em 58%)

Outro estudo, realizado no Brasil, mostrou que o secador elétrico de mãos também não é vantajoso em relação ao impacto ambiental. Quando comparado papel toalha (RAMOS; FILHO; LOBO, 2009). Não excedendo a quantidade de folhas utilizadas no momento da secagem (sempre indicada pelo fabricante), a energia empregada em todo o seu processo de fabricação das toalhas de papel é comparativamente menor da que a utilizada no processo de secagem do secador elétrico de mãos.

Vantagem do Papel

O impacto ambiental é um ponto importantíssimo no processo de fabricação de nossas toalhas de papel, oriundas de fibras virgens. Assim elas são provenientes somente de florestas plantadas para esse fim.

Bem como, outro momento em que os secadores elétricos de mãos se mostram limitados é quando queremos lavar o rosto. Enfim uma ação que colabora para a eliminação eficiente das bactérias. Afinal, como faremos para secá-lo, se não com toalhas de papel?

Logo após a análise dos fatos, é notável que a substituição das toalhas de papel pelos secadores elétricos de mãos não tem como embasamento nem a higienização nem o impacto ambiental. Sendo justificado apenas pela não-utilização de mão de obra para retirar as lixeiras cheias de papel usado dos banheiros.  Assim, é importante que as pessoas que freqüentam lugares públicos de grande movimentação se informem a respeito e cobrem mudança nessa postura dos administradores e autoridades, já que não existe favorecimento da sociedade na troca das toalhas de papel por secadores elétricos de mãos.

Rafael.FILHO, Ranieri C.P.; LOBO, Renan R.S. ANÁLISE DA EFICÁCIA DO SECADOR ELÉTRICO OU TOALHAS DE PAPEL PARA ENXUGAR AS MÃOS. Curso Graduação – Instituto de Computação/UNICAMP. Campinas, 2009.

MELHORAMENTOS CMPC. Toalhas de papel X Secador. Disponível em http://www.melhoramentoscmpc.com.br/noticias/toalha-de-papel-x-secador-6. Acesso em 22 Abr. 2014