Será que existe diferença entre esses processos? A resposta é sim!

Em suma, a limpeza é um processo muito importante em nossas vidas, afinal, um ambiente limpo equivale a uma maior garantia de saúde e bem-estar.

Contudo, para realizar uma limpeza eficiente e combater a proliferação de microrganismos nocivos à saúde, tais comoo Covid-19 e outros vírus e bactérias, é necessário o conhecimento certo para escolher os produtos, técnicas e periodicidade adequados, baseados no tipo de ambiente e na sujidade de cada um.

Afinal, a sujeira encontrada em um banheiro é diferente daquela existente em cima de nossa mesa de trabalho (sendo a mesa, geralmente, mais infectada). E, assim como há diferença de sujidades, há também diferença entre limpeza, desinfecção e esterilização. Quer entender? Então fique conosco!

Desinfecção, Limpeza ou Esterilização

Em suma, estes três processos promovem a eliminação de sujeira, vírus e bactérias. Entretanto, cada qual em um porcentual diferente. Vamos a cada um deles:

Limpeza

Este processo é a primeira etapa de uma completa eliminação dos focos de doenças. Normalmente ela é executada com um limpador geral, água e um acessório de esfregação.

A limpeza elimina a sujidade aparente e promove uma higienização de 95% dos antígenos nos ambientes, em superfícies diversas. Desta forma, ela é utilizada em todos os ambientes e por empresas de todos os segmentos empresariais, assim como em residências, de uma forma geral.

Entenda como a limpeza pode impactar diretamente uma empresa neste artigo. 

Exemplos de produtos que realizam a limpeza

Para ver a lista completa de produtos de limpeza, clique aqui.

Desinfecção

É a segunda etapa do processo de eliminação dos vírus e bactérias, pois é a fase em que se utiliza produtos desinfetantes específicos. Neste momento, é possível alcançar até 9% de higienização, dependendo do produto a ser utilizado.

Assim, ela é recomendada, principalmente, para hospitais e demais estabelecimentos na área da saúde, restaurantes e locais com grande circulação de pessoas, onde o acúmulo de vírus e bactérias possa ser prejudicial para a saúde.

Vale ressaltar que existe no mercado desinfetantes específicos para cada área e segmento empresarial a ser utilizado. O que garante uma maior eficiência, eficácia e segurança operacional. Por isso, é importante sempre se atentar a isso ao escolher o produto ideal para empresas.

Exemplos de produtos que realizam a limpeza

Para ver a lista completa de produtos desinfetantes, clique aqui e para ver os desinfetantes hospitalares, aqui

Desinfecção das mãos

Da mesma forma que é extremamente importante a desinfecção de superfícies e ambientes para evitar a proliferação de doenças nos ambientes institucionais, as mãos também precisam ser higienizadas.

Afinal: as mãos são o principal veículo de transmissão dos microrganismos de um indivíduo para outro, e também entre superfícies. E mantê-las higienizadas é fundamental para combater doenças e infecções.

Para a higienização correta das mãos, é necessário o uso de um bom álcool em gel ou espuma, ou ainda um sabonete de qualidade, também em gel ou espuma, nunca esquecendo do jeito certo de usá-los, assim como um bom papel toalha de fibras virgens para secá-las.

Esterilização

Ela garante a eliminação de 100% dos vírus e bactérias. Esse processo é utilizado em hospitais, para a limpeza dos artigos necessários em uma cirurgia, por exemplo, e também em utensílios de pedicure e manicure.

É um processo mais complexo e que pode ser obtida a partir de diferentes métodos e procedimentos. Sua escolha depende do tipo de artigo a ser esterilizado e da contaminação presente neles.

Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) disponibiliza um documento na internet que ajuda a orientar os processos de limpeza e desinfecção, deixando claro a existência da diferença entre eles e como é importante saber utilizar os produtos corretos para promover a eliminação dos vírus e bactérias.

Para acessar este documento, clique aqui.

Sanitização de ambientes e pessoas

Muitas empresas, com o objetivo de se prevenir do novo coronavírus, tem optado por implantar cabines e túneis de desinfecção de pessoas, assim como contratados serviços de sanitização “milagrosos”, a fim de alcançar a máxima saúde de clientes e funcionários.

Entretanto a Anvisa divulgou , em 13 de maio de 2020, uma Nota Técnica 51/2020 afirmando que não existe nenhuma evidência científica sobre a eficácia e a segurança desse tipo de procedimento.

Segundo o próprio órgão, a adoção desse mecanismo não inativa o vírus dentro do corpo humano. E ainda pode causar danos à saúde de quem se submeter à desinfecção com saneantes aplicados diretamente na pele e nas roupas.

Isso porque os produtos químicos utilizados são, especificamente, destinados à limpeza e higienização de superfícies, utensílios, pisos, objetos e paredes. Assim, quando em contato com a pele ou aplicados diretamente sobre ela, podem causar danos e efeitos adversos.

Em relação a sanitização de ambientes, escrevemos um artigo que trata especificamente sobre os cuidados a serem tomados no momento da contratação deste tipo de serviço. Leia aqui.

Produtos para desinfecção e limpeza

produtos

Inegavelmente, existe no mercado uma ampla variedade de produtos para higienização e desinfecção. O importante é se atentar para a aquisição daqueles que são certificados pela Anvisa.

Em suma, os produtos variam de acordo com o setor a ser trabalhado, como por exemplo: indústrias, hospitais, restaurantes, escritórios, escola, etc., e com o tipo de superfície a ser tratada.

Conte com a Higiclear, pois estamos prontos para ajudar, garantindo um ambiente limpo de verdade, utilizando produtos desinfetantes de alta tecnologia e treinamento para pessoal da área.

Fontes